Centenas de activistas, incluindo Greta Thunberg, estão a processar o governo sueco por causa da sua política climática.

Arquivo
Arquivo – A activista sueca Greta Thunberg. – Kay Nietfeld/dpa

A activista sueca Greta Thunberg juntou-se a mais de 600 activistas ambientais para processar o governo sueco pela sua política climática, numa tentativa de promover medidas eficazes para travar as alterações climáticas.

«Hoje é um dia perfeito para processar o Estado pela sua política climática inadequada. Foi o que fizemos. Vemo-nos em tribunal», disse a jovem de 19 anos numa mensagem na sua conta do Twitter.

Os queixosos incluem um grande número de crianças e adolescentes pertencentes à organização Aurora, cujo objectivo é levar o governo sueco a tomar medidas «mais fortes» contra o aquecimento global, de acordo com o diário «Dagens Nyheter».

Os jovens activistas pediram também ao poder judicial sueco que reconhecesse a «inadequação» e a «inacção» das autoridades em matéria ambiental.

Tanto Thunberg como o seu movimento foram homenageados em 2019 pela Amnistia Internacional com o seu prémio anual de Embaixador da Consciência pela sua «liderança e coragem únicas na luta pelos direitos humanos».