Chefe humanitário da ONU reúne-se com Taliban em Cabul para discutir a crise

Arquivo
Arquivo – Sub-Secretário-Geral da ONU para os Assuntos Humanitários, Martin Griffiths – Michael M. Santiago/PA Wire/dpa

O Ministro do Interior nomeado pelos Talibãs, Sirajudin Haqqani, encontrou-se na quarta-feira com uma delegação das Nações Unidas liderada pelo Subsecretário-Geral das Nações Unidas para os Assuntos Humanitários Martin Griffiths para discutir a situação no Afeganistão.

Haqqani disse a Griffiths que «nunca houve qualquer proposta para privar as raparigas da sua educação» e apontou «diferenças de opinião sobre o sistema educativo que podem ser resolvidas», no meio de críticas internacionais aos fundamentalistas por bloquearem o acesso das raparigas ao ensino secundário e universitário.

Acrescentou que o Afeganistão «está a atravessar guerras e dificuldades há quase meio século» e argumentou que «é necessário que todos os afegãos trabalhem arduamente para que o país se sustente através da educação», segundo o Ministério do Interior afegão numa série de mensagens no site de redes sociais Twitter.

Haqqani, que é também o líder da Rede Haqqani, salientou que «após várias décadas, foi estabelecido um Estado unificado e soberano no Afeganistão e a segurança foi reforçada», acrescentando que «a comunidade internacional deve apoiar estes desenvolvimentos».

O encontro entre o Ministro do Interior e Griffiths, sobre o qual o seu gabinete ainda não comentou, teve lugar um dia depois de o Secretário-Geral da ONU António Guterres ter apelado aos Talibãs para porem termo a «todas as leis e práticas discriminatórias» que impedem o acesso das raparigas à educação no Afeganistão.

Vem uma semana após o Ministro dos Negócios Estrangeiros afegão Amir Jan Mutaqqi se ter encontrado com outra delegação da ONU liderada pela Secretária-Geral Adjunta da ONU Amina Mohammed para discutir a situação no Afeganistão.

Fonte: (EUROPA PRESS)