Lockheed Martin para aumentar a produção de caças F-16 face a um possível fornecimento de aviões à Ucrânia

Archivo
Archivo – Un avión Lockheed Martin F-16 – Erwin Scheriau/APA/dpa

A Lockheed Martin anunciou na quarta-feira que irá aumentar a produção de caças F-16, tendo em vista o possível fornecimento de caças a Kiev no âmbito da próxima reunião militar do Grupo de Contacto da Defesa Ucraniana (UDCG), conhecida como «formato Ramstein», a realizar em Fevereiro.

O chefe de operações da empresa, Frank John, numa entrevista ao Financial Times, também relatada pela agência noticiosa TASS, assegurou que a produção em Greenville, Carolina do Sul, será aumentada a fim de reabastecer os stocks no caso de qualquer país optar por transferir os seus combatentes para terceiros.

A reunião do UDCG irá abordar especificamente o fornecimento de aviões de caça à Ucrânia. O Ministro da Defesa ucraniano Oleksei Reznikov já reconheceu na quarta-feira que os aviões de caça ocidentais são os próximos na sua «lista de desejos» depois de a Alemanha ter desbloqueado o fornecimento de tanques de batalha Leopard.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros ucraniano Dimitro Kuleba observou também na quarta-feira que a comunidade internacional tem «novas tarefas à sua frente», incluindo o fornecimento de aviões de combate ocidentais, novas sanções e a implementação da Fórmula de Paz proposta por Kiev.

Fonte: (EUROPA PRESS)