Ucrânia – Alemanha confirma o envio de 14 tanques Leopard 2 para a Ucrânia

Olaf
Olaf Scholz, canciller de Alemania – Kay Nietfeld/dpa

O governo alemão confirmou quarta-feira que enviará os tanques Leopard 2 à Ucrânia para reforçar as capacidades das forças armadas ucranianas contra os russos, após dias de especulação sobre a posição que Berlim acabaria por tomar.

«Esta decisão segue a nossa conhecida linha de apoiar a Ucrânia da melhor forma possível», disse Scholz, falando numa reunião governamental onde também defendeu a necessidade de coordenação com outros parceiros internacionais nesta área.

O governo explicou que a Alemanha irá entregar 14 Leopard 2A6 do arsenal das Forças Armadas alemãs. Espera montar dois batalhões-cisterna num curto espaço de tempo, com vista também a proporcionar formação, logística e munições, de acordo com uma declaração.

Em seguida, o Ministro da Defesa alemão Boris Pistorius disse que os primeiros tanques poderiam ser entregues em cerca de três meses, um anúncio feito após uma reunião da comissão de defesa do Bundestag, a Câmara Baixa do Parlamento, de acordo com a agência noticiosa alemã DPA.

Explicou que as autoridades iniciarão rapidamente o processo de formação e acrescentou que as rotas de abastecimento serão estabelecidas em breve. Pistorius, que tomou posse na semana passada, descreveu a decisão de entregar os tanques a Kiev como «histórica».

Ele disse que «a situação na Ucrânia é muito delicada». «Isto não é motivo de regozijo», disse ele, sublinhando ao mesmo tempo que compreendia aqueles que estavam preocupados. «O que é claro é que não nos vamos tornar um partido beligerante, vamos certificar-nos disso», concluiu ele.

A aprovação de Berlim inclui também autorizações para outros países, tais como a Polónia, para enviar os seus tanques de fabrico alemão. O governo de Mateusz Morawiecki tinha ameaçado agir unilateralmente se não recebesse esta permissão.

O embaixador da Ucrânia na Alemanha, Oleksiy Makeiev, saudou na quarta-feira a formação de uma «grande coligação de tanques» com vista à possível entrega deste tipo de armamento em Kiev, de acordo com a agência noticiosa DPA.

«Estes tanques vão ajudar-nos a repelir a ofensiva russa e a libertar os nossos territórios ocupados pela Rússia e a população», disse ele durante uma visita à cidade alemã de Hamburgo. «Espero que os nossos rapazes recebam em breve estes gatos na Ucrânia», disse ele, ironizando sobre os Leopardos.

A este respeito, salientou que os tanques iriam ajudar a «salvar vidas». «Precisamos de tudo e estamos gratos por todo o tipo de ajuda», disse Makeiev, salientando que o exército e os militares ucranianos «mostraram que podem lidar com equipamentos diferentes». «Presumo que vamos falar de mais sistemas de armas», disse ele, sem excluir mais exigências da Ucrânia.

Fonte: (EUROPA PRESS)